Graça Guardia

Textos


IMPERMANÊNCIA
 
Na vida, a impermanência impera como a “punir”
O crescimento do egoísmo que, em nós, gera,
A sede de poder que cega e nos leva a unir
Tesouros à falsas ideias que, o Ser, onera.
 
No entanto, é graças à impermanência vigente
Que nos dispomos a, nossas sombras, burilar,
No cadinho de amor que destrói mas transforma,
Dor em suprimento divino e permanente.
 
Pela metanóia, num voo imortalizável,
Do automatismo à livre razão e à intuição
Rumo a um mergulho interno, pela evolução,
 
Desperta em nós o eterno aprendiz, responsável
Pela permanência do seu Cristo Interno em ação,
Por filho do Amor, em perene gratidão.
 
 
Graça Guardia
Pelo Espírito Juliana (12.10.2016)
 
Graça Guardia
Enviado por Graça Guardia em 18/01/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras